Gastronomia
03.09.2015
03.09.2015
03.09.2015
03.09.2015
03.09.2015
05.12.12
Inspiração neozelandesa para o Natal
por Jussara Voss

A inspiração natalina veio de longe e por acaso. O bolo foi servido num jantar na casa de amigos, logo depois escutei em uníssono: gosto de Natal. A receita familiar exclusiva foi gentilmente cedida e deve agradar a paladares exigentes. Difícil resistir. Antes de salpicar sua crosta nevada com os ingredientes secos, pode vir a lembrança da “terra das longas nuvens brancas”, ou Aotearoa, como os habitantes maori nomeiam a Nova Zelândia. Depois, carregado de frutas secas e sementes, o doce colore o imaginário, e o aroma das especiarias deixa nosso mundo melhor.


A inspiração natalina veio de longe e por acaso. O bolo foi servido num jantar na casa de amigos, logo depois escutei em uníssono: gosto de Natal. A receita familiar exclusiva foi gentilmente cedida e deve agradar a paladares exigentes. Difícil resistir. Antes de salpicar sua crosta nevada com os ingredientes secos, pode vir a lembrança da “terra das longas nuvens brancas”, ou Aotearoa, como os habitantes maori nomeiam a Nova Zelândia. Depois, carregado de frutas secas e sementes, o doce colore o imaginário, e o aroma das especiarias deixa nosso mundo melhor.

O cordeiro, abundante no país, foi provado in loco e testado à exaustão até que o ponto e sabor guardados na memória do paladar fossem encontrados. Também veio por laços familiares. Uma viagem até as longínquas duas grandes ilhas situadas na região sul da Oceania, que tem fuso horário de 15 horas, trouxe a descoberta. E foram os sabores exóticos que me chamaram atenção e com eles eu desejo bons momentos à mesa como aqueles que já tive e como pede a data. São receitas especiais.

Os pais guardaram, tanto como fazer o bolo quanto o carneiro, a sete chaves até há pouco tempo. Para a nossa sorte, os filhos e noras tratam de disseminar as receitas neozelandesas. Minha intenção é agradar os leitores que também vão para o fogão.

Não conheço muito sobre a gastronomia do país de alto IDH, que tem quase toda a população alfabetizada e uma natureza exuberante com vulcões ativos, gêiseres, lagos, gigantescos glaciares e fiordes, além de focas e baleias em abundância. Sei apenas que os neozelandeses são apaixonados pelo rúgbi, esportes radicais e velejam muito. A cozinha é formada por uma pluralidade étnica, com influência dos colonizadores ingleses e, como quase nada mais sei, além da famosa sobremesa Pavlova – o merengue, chantili, kiwi ou morango, que leva o nome da bailarina russa Anna Pavlova, que eu faço com o suspiro da Confeitaria Munhoz – volto às receitas, que são muito fáceis. Tendo comprado os ingredientes, que são muitos, o maior trabalho é separar em porções certas, mas no caso do cordeiro o corte é facilitado, pois a receita pede pedaços grandes. Observe que coloquei ao lado de alguns ingredientes outra opção, pois não uso caldo Knorr e temperos prontos. Fica a sugestão. Talvez alguém mais especializado conteste o uso de cebola e alho, não muito comum na cozinha neozelandesa, pode ser que não tenhamos um sabor muito original, porém, asseguro que o resultado é muito bom. O importante é que o Natal tenha sabores divinos!

 

Receitas

Bolo da Nova Zelândia

Ingredientes 1

• 1 ½  xícara de trigo

• 1  colher de chá de “spicemix “ – produto encontrado em mercados, caso não encontre, use uma mistura de várias pimentas

• ½ colher de chá de canela em pó

• ½ colher de chá de gengibre em pó

• ½ colher de chá de bicarbonato de sódio

Ingredientes 2

• ½ xícara de açúcar comum

• ½ xícara de açúcar mascavo

• 3 ovos grandes (batidos com garfo)

• 200 ml de óleo de girassol

• 1 colher de chá de  essência de baunilha (líquida)

• ¾ de xícara de nozes quebradinhas

• 2 cenouras grandes ou 4 cenouras normais, raladas.

• ½ xícara de uvas-passas

• 2 colheres de sopa de coco fresco ralado

• 1 colher de chá de fermento

Modo de fazer

Pré-aquecer o forno a 180 graus. Untar uma forma de 20 cm de diâmetro com papel manteiga. À parte, misturar todos os ingredientes da lista 1.

Em outra tigela, adicionar a cenoura ralada, nozes, coco, açúcares, passas, depois os ovos batidos com garfo à parte, baunilha e óleo. Juntar os ingredientes da lista 1, misturar, colocar na forma e assar, por aproximadamente 55 minutos.

Ingredientes da cobertura

60 g de cream cheese

25 gramas de manteiga sem sal amolecida

1 copo de açúcar de confeiteiro

Modo de fazer

Misturar todos os ingredientes e colocar sobre o bolo frio.

Decorar com lâminas de amêndoas tostadas, sementes de abóbora e damasco seco picado.

 

Cordeiro à Nova Zelândia

Ingredientes

Para 10 pessoas

Cordeiro

• 250g de carré de cordeiro (ou pernil fatiado) por pessoa

• 2 colheres de sopa de manteiga sem sal

• 1 colher de azeite de oliva

• Sal e pimenta-do-reino moída na hora para temperar ou Fondor para carnes

Para o molho

• 500 g de cebola

• 1 colher de sopa rasa de manteiga sem sal

• 250 g de tomate sem pele e sem sementes picado em pedaços pequenos

• 500 g de pimentão verde cortado em pedaços grandes

• 100 g de salsão cortado em pedaços grandes

• ½ copo de Pomarola (em pedaços) ou a mesma quantidade de tomate italiano em pedaços

• ½ copo de vinho Madeira seco

• 1 colher de chá de alho amassado com sal

• 1 vidro de champignon ou a mesma quantidade de cogumelo Paris fresco

• 1 caldo de carne Knorr ou 250 ml de caldo de carne caseiro

• 1 colher de sobremesa de pimenta verde

• pimenta-do-reino moída na hora

Modo de preparar

Frite o carré de cordeiro na manteiga e azeite, tempere com sal e pimenta-do-reino moída na hora, ou com o Fondor para carnes, e reserve.

Frite a cebola na manteiga, sem dourar, e vá acrescentando todos os ingredientes na ordem acima, refogando-os um por um por alguns minutos. Por último, coloque a pimenta verde.

Caso precise, engrosse o molho, que não deve ficar muito espesso, com roux (manteiga e farinha) ou uma colher de Maizena dissolvida em um pouco de caldo de carne. Experimente e corrija o tempero.


Tags:



TAMBÉM NOS ENCONTRAMOS AQUI: