Doutor Honoris Causa

O músico parnanguara Waltel Branco finalmente recebeu a gratulação que lhe é devida. A Universidade Federal do Paraná reconheceu-lhe o título de Doutor Honoris Causa. Reconheceu. Porque Waltel é doutor em música. Formado em seus 82 anos de vida com estudo e dedicação ímpares.

Formação que começou cedo, ainda criança, nas aulas de violão em Curitiba. Dedicado, dominou o instrumento. Logo incorporou bateria, cavaquinho, violoncelo, harpa e órgão. É maestro, compositor, arranjador, professor. Lecionou Harmonia e Técnica Instrumental na Universidade Livre da Música, em São Paulo, e atuou como professor da Oficina de Música de Curitiba e consultor do Conservatório de Música Popular Brasileira.

Waltel é unanimidade dos Estados Unidos a Cuba. Foi convidado à terra de Fidel para instruir camaradas sobre as tradições da música cubana. Com os yankees fez jazz e tocou muita bossa nova. É um dos precursores de nosso mais celebrado movimento.

Arranjador do histórico Chega de Saudade de João Gilberto, fez par com nomes ilustres do som nacional e estrangeiro. Dorival Caymmi, Baden Powell, Elis Regina, Djavan, Cartola, Gal Costa, Zé Keti, Tom Jobim, Cazuza, Roberto Carlos, Jacob do Bandolin, Maria Creuza, Tim Maia, Astor Piazzola, Românticos de Cuba, Orquestra Brasileira de Espetáculos, Alceu Valença, Ney Matogrosso, Carlinhos Vergueiro, João Bosco, Sérgio Mendes, Zé Ramalho, Peri Ribeiro, Henry Mancini, Elizeth Cardoso, Nathalie Cole, Dizzy Gillespie fazem parte do cartel do maestro.

Há muito o mundo já via em Waltel um doutor de sua arte a influenciar gerações. Agora a UFPR também vê. Pelo título, nossos parabéns ao maestro. Pela história, nosso obrigado.

Izabel Campana

Waltel Branco


TAMBÉM NOS ENCONTRAMOS AQUI: